sexta-feira, 8 de abril de 2011

Orbital



End.
Tempo meu
Endereça-me os louros
Que Prometeu.
Rio só profundezas
Reflexos margem ondulatória
Para onde eu vou?
Se me entrego agora..
De quem serei?



Marcos de Castro

Um comentário: